Festival de Arte Negra Heranças Africanas

A pedido da Subprefeitura da Sé a associação desenvolveu este projeto com a finalidade de realizar intercâmbio cultural entre instituições nacionais e internacionais que trabalham com as diferentes manifestações das culturas de matriz africana e afro-brasileira.

Durante o período de Agosto à Dezembro de 2006 a entidade realizou 5 edições de um belíssimo festival de arte e cultura de matriz africana e afro-brasileira, convidando artistas das mais variadas linguagens: literatura, música, dança, moda, teatro e cozinha africana e afro-brasileira.

O projeto que contou com apoio cultural da Subprefeitura da Sé e estrutural da Secretaria de Estado da Cultura, levou para o Bairro da Luz personalidades e grupos tradicionais como a Congada de Santa Efigênia, Samba Lenço de São Benedito, Grupo Nzinga de Tradição Angola, escritores do Quilombhoje, Pai Francisco D’Oxum, Coral Filhos da Xica, Baque Bolado, Djembedon, Grupo Marruá de Belo Horizonte, entre outros; realizou oficinas de danças brasileiras, dança afro e de penteado afro, recebeu a visita de 300 jovens de diversos projetos sociais desenvolvidos em Paraisópolis, Jardim São Luis, Osasco, Guarulhos.
Em 2010 o projeto retornou em parceria com a Casa das Caldeiras, dentro do projeto Todo domingo e a edição de 2012 foi uma parceria com a Funarte São Paulo.

Fotos

9ª edição do Festival de Arte Negra do Ilú Obá De Min na Casa das Caldeiras

Fotos Rogério Cavalheiro